PF notifica Vasco: Segurança irregular

Home / Blog / PF notifica Vasco: Segurança irregular

Funcionários da Polícia Federal estiveram em São Januário. Eles entregaram ao presidente do Vasco, Eurico Miranda, um Auto de Encerramento de Atividade de Segurança Privada Não Autorizada, ou seja, um documento que notifica o clube de que ele está proibido de usar o atual grupo de seguranças privados, que não têm a autorização da PF. A medida vale, principalmente, para grandes eventos de responsabilidade do Vasco.

Policiais federais foram a São Januário no dia 25 de junho de 2017, na partida contra o Atlético-GO, para uma fiscalização. Na ocasião, identificaram que o serviço de segurança privada não possuía autorização de funcionamento da PF nem uma empresa apta para prestar o serviço, e notificaram o Vasco.

De acordo com a Polícia Federal, o Vasco não cumpriu o necessário, e, por isso, foi entregue o documento. O presidente Eurico Miranda confirmou o recebimento, mas não quis se manifestar. Quando houver jogo, o clube se posicionará e espera resolver a questão sem dificuldade.

Para fazer uso de segurança privada, o Vasco precisa contratar uma empresa devidamente apta e autorizada a prestar o serviço pela Polícia Federal, ou constituir um corpo próprio de segurança mediante autorização da PF. Isso inclui os stewards utilizados durante os jogos.

Fonte: globoesporte.com